Ajude-nos a manter o blog funcionando! Para isto, basta clicar nas propagandas. É só um click!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Buchada de bode nordestina, comida “forte”


Resultado de imagem para buchada de bode

A Buchada de bode, ou simplesmente buchada, é um prato típico da região Nordeste do Brasil, feito com miúdos: rins, figado e vísceras do bode lavadas, aferventadas, cortadas, temperadas e cozidas em bolas feitas com o próprio estômago do animal. É um prato muito saboroso. Muita gente classifica a buchada como uma comida forte porque faz a pessoa suar depois de comer e que pede uma rede para fazer a digestão.


Para algumas pessoas, a buchada seria uma herança dos portugueses. Com eles, teríamos aprendido a técnica de cozinhar os miúdos dentro do estômago do animal, lá conhecida como Maranhos. A receita teria nascido em Beiras de Portugal que tem uma longa tradição de receitas com cabrito, e a culinária nordestina teria se adaptado perfeitamente, com algumas diferenças.

Resultado de imagem para buchada de bode


Só lembrando que o termo "buchada de bode" é usado nas regiões sul e sudeste. No nordeste, o lar dessa iguaria, diz-se simplesmente "buchada", pois não é usual fazer-se buchada de qualquer outro animal.


Vamos, então, à receita!!!!


Ingredientes:


Vísceras de 1 cabrito (bucho, tripas, fígado e rins)
4 limões grandes
Sal e pimenta-do-reino a gosto
3 dentes de alho esmagados
4 cebolas picadas
1 maço de cheiro verde picado
2 folhas de louro picadas
2 ramos de hortelã picados
1 xícara de vinagre
2 colheres de sopa de azeite
200 g de toucinho fresco picado
Sangue coagulado do cabrito


Modo de Preparo:


Limpar as vísceras, retirando a cartilagem e o sebo.
Limpar o bucho e esfregar o limão por dentro e por fora.
Deixar de molho em água fria com o suco de 1 limão por 5 h.
Picar em tirinhas as tripas e demais vísceras.
Temperar com sal, pimenta-do-reino, alho, cebola, cheiro verde, louro e hortelã.
Juntar o vinagre e deixar descansar.
Aquecer o azeite e adicionar o toucinho, deixando em fogo baixo até derreter, formando torresmos.
Retirar os torresmos e na gordura que se formou refogar todas as vísceras.
Juntar o sangue coagulado já picado e retirar do fogo.
Retirar o bucho do molho de limão, aferventar inteiro.
Colocar o refogado de vísceras e os torresmos no interior do bucho e costurar com agulha e linha.
Levar ao fogo uma panela com bastante água e sal e deixar ferver.
Colocar o bucho e cozinhar em fogo brando durante 4 h.
Servir com molho de pimenta forte e farinha de mandioca crua.